segunda-feira, 13 de julho de 2015

registro linguístico

sem hora
sem pressa
pra acabar

minha língua
quer decorar
seu gosto

descrever
a expressão
do teu rosto

aquele momento
foi tão terno

seis segundos
agora serão
eternos

1 comentário:

  1. Seus poemas são muito bons! Uma viagem, na sua lingua(gem) = )

    ResponderEliminar

Que tal continuar o poema nos comentários? Co-criemos.